01/03/2019

Jornada do Consultor | Arthur Mundim

01/03/2019

por Arthur Mundim

Me chamo Arthur Mundim, tenho 25 anos e acabei de me formar em Engenharia Mecânica pelo CEFET-MG. Escolhi esse curso por acreditar que seria a melhor forma de encontrar problemas desafiadores, mal sabia que acabaria tratando de outra forma esse meu desejo.

“Vim aqui contar para vocês um pouco da minha trajetória profissional, e como percebi que a EloGroup era o lugar para mim!”

Estudando engenharia tive a oportunidade de ir a Vancouver estudar na UBC. Lá pude participar de uma equipe de competição de engenharia, estagiar em uma empresa local e perceber que existe bem mais que o quadrado que eu conseguia ver de lá do CEFET. Voltei ao Brasil louco para viver mais do que o mercado de trabalho podia me oferecer e logo busquei alguma oportunidade para estagiar por aqui.

Algumas entrevistas e dinâmicas de grupo depois entrei na AngloGold Ashanti. Transitei entre plantas metalúrgicas e minas subterrâneas de um dos maiores players do mercado de produção de ouro, atuando na implantação de boas práticas de gestão de ativos físicos para a organização. Fiquei um ano por lá, vivi situações que me ajudaram a entender melhor o ambiente corporativo, no entanto senti que ainda precisava de conhecer outras áreas para entender se a engenharia realmente era o que eu queria.

Voltei a participar de processos seletivos procurando por algo diferente, que me exigisse de uma forma que meu estágio anterior não conseguia. Passei no da Ambev, para trabalhar na apuração de resultados de vendas da regional MG. Tive contato com um ambiente dinâmico, temáticas que nunca haviam me tocado e muito o que aprender. Com o tempo me adaptei, porém, percebi que ainda precisava aprender habilidades que não estava desenvolvendo por ali.

Veio no timing certo uma ligação do Cadu, responsável pelo recrutamento em MG, me convidando para uma vaga que havia surgido. Tinha participado do processo seletivo da EloGroup antes de ir para a Ambev. Ele consistiu em uma palestra, testes de lógica e inglês, um curso de Design Thinking seguido de uma dinâmica para solução de um problema a partir da metodologia, e por fim uma case interview.

Foi um processo extenso, mas que me cativou desde o início. Quanto mais eu conhecia a empresa e as pessoas, mais via o engajamento e o brilho no olho de cada um dos consultores. Eles mesmo conduziram todo o processo! Foi difícil tomar a decisão de sair de uma gigante para uma consultoria de gestão brasileira com seus quase 300 consultores. Atualmente, olhando para trás, vejo que não tenho do que me arrepender.

Em um ano de EloGroup participei de 4 projetos em áreas completamente distintas. Aprendi como nunca sobre produtividade e processos, gestão da rotina, gestão da mudança e diversas outras temáticas — seja pela necessidade nos projetos ou desenvolvimento planejado pela empresa para seus consultores.

E falando dos consultores? Finalmente entendi o que é o DNA empreendedor que tanto nos falam. Na Elo, se você sugere uma melhoria você é responsável por sua implantação e acompanhamento. Todos se engajam para fazer o negócio se transformar internamente, e não só nossos clientes.

Squads são criados voluntariamente para aprender e trazer novas expertises para a base, e os gestores também puxam muito a nossa interação. O planejamento estratégico é discutido dos diretores aos estagiários, e todos são incentivados a propor ações e escolher no que querem contribuir para tornar nossa atuação cada vez mais ampla nesse mundo da consultoria.

Recebi recentemente um convite para ser efetivado. Antes não me imaginava formando sem estar trabalhando diretamente na área, só que é isso mesmo que está acontecendo. 

“Fui cativado, construí meu plano de carreira, e hoje tenho certeza que aqui vou crescer como nunca!”

Ficou com alguma dúvida? Mande um e-mail para contato@elogroup.com.br